terça-feira, 19 de maio de 2020

Despertar da leitura

 Das desventuras da leitura 
Quando da criação se elevou ao todo a plenitude do conceito de que um todo assim se fazia enaltecer o sagrado e completo no Sublime de compreensão do Eu superior. Dado então ao ser a elevação do espírito desperto.
Sendo ele então suficiente capaz ao próximo e a si mesmo.
 Silenciosa Suprema e Divina adormeceu na inquietude do ser, ter que realizar para se completar, ou dar por satisfeito necessária foi a ilusão da criação de conquista prazer para satisfazer o ego a realizar a realidade do ter para crer e ser.
 Buscando hoje o desperto vê se que ao novo despertar une-se não só a visão de acordar da ilusão para elevação. Mas levar junto a realização. E assim a ilusão por ser real na satisfação do desperto realizador.
 conclui-se então que da ilusão hoje se faz presente passado e futuro de acordo com uma criação de cada um desperta ou não desde que haja razão. sentimento e compaixao.

Nenhum comentário:

que saudade é essa

Dói tanto que meu peito quase racha pedacinho por pedacinho vou derretendo em lagrima.. Não sei até quando sou capaz de  Suportar essa sauda...